“Fronteiras entre o verbal e o visual” – sobre a edição brasileira de Uma criatura dócil

Através do link abaixo é possível acessar o texto “Fronteiras entre o visual e o verbal em Uma criatura dócil, de Dostoiévski”. O texto é de autoria de Maria Inês Campos e de Elaine Hernandez de Souza, ambas pesquisadoras da USP. Elas fazem uma abordagem da edição da Cosac & Naify de 2003 que publicou junto ao texto as gravuras de Lasar Segall, compondo uma sequência verbo-visual para a interpretação da obra.

Aqui: Fronteiras-entre-o-verbal-e-o-visual-em-Uma-criatura-dócil-de-Dostoiévski_p.285-307

Anúncios

Une Femme Douce, de Bresson

Em 1969 Robert Bresson adaptou para o cinema o conto A Dócil, de Dostoiévski. É o primeiro filme a cores desse diretor. E nesse filme a atriz Dominique Sanda fez a sua estréia no cinema. Não conseguimos ele completo, mas no youtube é possível achar determinadas partes. Vou sugerir abaixo um trecho curto, mas que já pode passar uma boa impressão.

Aqui: